Senado já tem maioria de assinaturas para criar CPI de Brumadinho


Com assinatura de 42 dos 81 senadores, o requerimento para instalação da CPI de Brumadinho, foi apresentado ao comando do Senado pelos senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Carlos Viana (PSD-MG)

Senado já tem maioria de assinaturas para criar CPI de Brumadinho

Com assinatura de 42 dos 81 senadores, o requerimento para instalação da CPI de Brumadinho, foi apresentado ao comando do Senado pelos senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Carlos Viana (PSD-MG).

“Vamos reunir os líderes na terça-feira,12, às 14h, e assim que eles determinarem a pauta de votação, vamos fazer leitura dos requerimentos que estiverem sobre a mesa”, disse na quinta-feira,07, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Uma comissão também deve ser instalada na Câmara. A CPI tem poderes de realizar diligências, convocar autoridades e tomar depoimentos.

Em depoimento à Polícia Federal, o engenheiro Makoto Namba alegou ter sido pressionado pela Vale para dar um laudo que garantia a estabilidade da barragem 1 da mina do Córrego do Feijão, que se rompeu meses depois, numa tragédia que deixou pelo menos 150 mortos.

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, chegou a dizer na última quinta (31) que os alarmes foram “engolfados” na tragédia, há 12 dias.

Mas a Folha de S.Paulo mostrou que ao menos duas sirenes que ficam próximas a áreas devastadas pela lama estão intactas, o que contraria o discurso da mineradora. Com informações da Folhapress.