Instituto Usiminas investiu R$ 12,8 milhões em 2018


Valor destinado a projetos nas áreas de cultura, esporte e social dobrou em relação a 2017
No ano em que completa 25 anos, ações para a comunidade, atividades de formação, educação
ambiental, atrações culturais(FOTO), incentivo ao esporte e ações sociais marcaram as realizações do
Instituto Usiminas em 2018. Importante ferramenta de responsabilidade social nas cidades onde a
Usiminas atua, o Instituto é responsável pela política de investimentos sociais da Usiminas, além da
gestão de dois importantes equipamentos culturais em Ipatinga (MG), o Centro Cultural Usiminas e o
Teatro Zélia Olguin.
Em 2018, o Instituto Usiminas foi responsável por direcionar mais de R$ 12,8 milhões a 64 projetos de
cultura, esporte e sociais, por meio das leis de incentivo federais e estaduais de Minas Gerais e São
Paulo, beneficiando milhares de pessoas. O total investido foi o dobro do valor destinado em 2017.
Entre os destaques em Ipatinga (MG), o Instituto apoiou a obra de restauração da Academia Olguin,
bem tombado como patrimônio histórico e cultural da cidade. As intervenções, iniciadas em agosto
deste ano, irão dotar novamente o espaço de condições técnicas para apresentações cênicas, além de
melhorias estruturais. No esporte, destaque para a realização da Corrida do Aço que, neste ano,
contou com a participação de mais de 3 mil pessoas, num evento totalmente gratuito e que promoveu
a saúde e o bem-estar. No Centro-Oeste de Minas Gerais, o Instituto Usiminas direcionou recursos
para apoio ao projeto da Associação dos Produtores Caseiros de Itatiaiuçu e Região, proporcionando a
qualificação profissional de um grupo de 23 artesãos do município.
Em São Paulo, o patrocínio a vários projetos levou oportunidade e acesso à cultura e ao esporte para
as comunidades. Em Santos (SP), o projeto Feito à Mão promoveu a capacitação das pessoas ao
apresentar a arte e a técnica da cerâmica, em um ateliê montado na Fábrica Cultural. No esporte,
Santos e Bertioga (SP) receberam o Circuito das Praias, evento que realizou duas etapas de corridas
por trilhas litorâneas.
Para levar o teatro a mais pessoas, o Instituto firmou parceria também com o Teatro Móvel Solar,
primeiro teatro móvel solar do Brasil. O projeto “estacionou” nas cidades de Cubatão (SP), Guarulhos
(SP) e Taubaté (SP) e promoveu atividades gratuitas como oficinas educativas, visitas às escolas,
cortejos, peças de teatro e apresentações de artistas locais. Outro destaque no esporte em São Paulo
foi o apoio ao Centro de Formação Taekwondo, que ofereceu a modalidade gratuitamente para o
público infantil e jovem da rede pública de ensino em Guarulhos (SP).
Espaços culturais
Em Ipatinga (MG), os espaços culturais geridos pelo Instituto Usiminas, Centro Cultural Usiminas e
Teatro Zélia Olguin, receberam em 2018 cerca de 143 mil pessoas em mais de 500 atividades
diversificadas, como espetáculos, cursos, atividades educativas, palestras e exposições. Entre os
eventos, destaque para o Salão do Livro Vale do Aço e para o Projeto Série MPB, que levou ao Teatro
do Centro Cultural Usiminas shows de Lenine, 14 Bis, Sidney Magal e Renato Teixeira.
A Série Espetáculo de Teatro, que contou com a realização do Instituto Usiminas e patrocínio da
Usiminas por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, trouxe ao Teatro do Centro Cultural as peças
“A Visita da Velha Senhora”, com Denise Fraga e Tuca Andrada, e “Que tal Nós Dois?”, com Carolina
Ferraz e Otávio Martins. Entre as exposições, destaque para “Candido Portinari – Releitura do Painel
Civilização Mineira por Ronaldo Fraga”, “A Política das Imagens” e “O Grande Vizinho” (em cartaz até o
próximo dia 4 de fevereiro). Modernos e bem equipados, os espaços culturais Usiminas receberam em
2018 investimentos constantes, com novos equipamentos e melhorias estruturais, o que os torna
referência para realização de eventos diversos.
Ação Educativa
Em 2018, a Ação Educativa do Instituto Usiminas chegou a marca de 15 anos de atuação com
programas voltados para públicos de todas as idades. Desde sua criação, em 2003, mais de 440 mil
pessoas já foram beneficiadas com atividades gratuitas para escolas e famílias. Em 2018, a Ação
Educativa atendeu cerca de 37 mil pessoas de 229 instituições, de 50 cidades do Colar Metropolitano
do Vale do Aço, além de outras regiões de Minas Gerais. O público alcançado neste ano pelas

atividades da Ação Educativa foi 33% maior do que em 2017, quando cerca de 28 mil pessoas foram
atendidas.
A cada semestre, uma grade de programação é divulgada e as famílias e as escolas podem se
organizar para participar das atrações ao longo dos meses. Nela, o público encontra os seguintes
programas: Série Espetáculos Didáticos, Arte em Família, Visitas Teatralizadas, Programa de Formação
de Professores e Arte-Educadores, Contação de Histórias na Biblioteca Central de Ideias, Visitas
Orientadas às Exposições de Arte, além de programações especiais com atividades.
Desde 2017, a Ação Educativa executa novos programas, lançados pelo Instituto Usiminas, voltados
para a educação ambiental e que possibilitaram a aproximação das empresas do Grupo Usiminas com
a comunidade. Ipatinga ganhou o projeto “Aventura no Viveiro”, que promove um rico momento de
descontração e aprendizado no Viveiro de Mudas da Usiminas.  Paralelo a essas ações nasceram
também os projetos “Conhecendo a Usiminas” e “Conhecendo a Usiminas Mecânica”, em Ipatinga, o
“Conhecendo a Mineração Usiminas”, em Itatiaiuçu (MG), e o “Conhecendo a Soluções Usiminas”, em
Cabo de Santo Agostinho (PE). A proposta das visitas é apresentar o processo de produção dessas
indústrias de maneira lúdica, utilizando a contação de história como ferramenta, seguida de uma
atividade prática de pintura.
A diretora do Instituto Usiminas, Penélope Portugal, comemora as realizações do ano de 2018. “Neste
ano, vários projetos novos reforçaram ainda mais a atuação do Instituto como ferramenta de
responsabilidade social nas cidades onde a Usiminas se faz presente. Encerramos o ano com números
positivos e um investimento crescente em projetos que proporcionam bem-estar, qualidade de vida e
formação para as pessoas. Em 2019, queremos avançar cada vez mais no sentido de estreitar laços
com as comunicadas onde atuamos”, declara a diretora.